Cadastre para participar do nosso banco de dados de profissionais técnico na Bahia.
CENTRO DE REFERÊNCIA EM ENGENHARIA DO ESPETÁCULO

QUEM SOMOS

Centro Técnico do Teatro Castro Alves oferece diversos serviços e apoios à classe artística e técnica baiana para a criação, desenvolvimento e execução das atividades técnicas da Engenharia do Espetáculo.

 

Este site é um canal de comunicação onde o público pode conhecer os serviços e apoios prestados pelo setor, bem como buscar diversas informações sobre técnicas, tecnologias, profissões e legislações sobre a área.

 

O Centro Técnico do TCA é subdivido em núcleos de atuação que trabalham de maneira
interligada: PRODUÇÃOQUALIFICAÇÃOPESQUISA e ASSESSORIA TÉCNICA. Confira na página de cada Núcleo as atividades realizadas.

 

 

O que é ENGENHARIA DO ESPETÁCULO?

 

 

Quando assistimos a um evento artístico de dança, teatro, música ou cinema, apreciamos e nos encantamos com a história contada, a performance dos artistas, o universo apresentado. Um produto artístico bem feito tem a incrível capacidade de nos transportar do nosso cotidiano para um universo paralelo, onde aqueles personagens realmente existem e vivem suas tramas.


Muita vezes não nos damos conta de que além dos artistas que vemos no palco, muitos outros profissionais são necessários para a criação deste ambiente visual e sonoro. Cenário, figurino, maquiagem, projeção, som e luz são produzidos através de meses de pesquisa, criação e desenvolvimento de conceitos, tecnologias e objetos que transmitirão ao público as sensações que o encenador deseja.


A expressão Engenharia do Espetáculo, apropriada do termo inglês STAGE ENGENERRING, se refere ao conjunto de atividades e profissões técnicas/artísticas responsáveis pelos elementos que compõe o universo sinestésico de um espetáculo de qualquer linguagem artística.


De maneira geral, podemos delimitar algumas áreas de atuação:

Cenografia

Figurino

Caracterização

Iluminação

Sonorização

Projeção Audiovisual


Assim, o Centro Técnico do TCA, como um Centro de Referência em Engenharia do Espetáculo, é responsável pelo desenvolvimento de diversas ações que visam o fortalecimento destas atividades no Estado da Bahia.

 

HISTÓRICO


Na década de 1980, já existia o conceito do Centro Técnico do TCA – então chamado de Núcleo de Produção Cênica – mas só no primeiro semestre de 1993 foi elaborado o projeto de implantação do Centro Técnico, que nasceu em parceria com o IBAC (Instituto Brasileiro de Artes Cênicas), composto por três técnicos e um coordenador. Em julho de 1993 o Teatro Castro Alves foi reinaugurado e cerca de 2000m² foram destinados ao setor com instalações básicas apropriadas ao desenvolvimento de atividades de cenografia, maquiagem, caracterização, iluminação cênica, concepção e execução de figurino. Criou-se ainda o setor de Guarda-Roupas, que armazena, preserva e disponibiliza o acervo de figurinos dos espetáculos do Teatro.


O Centro Técnico surgiu com o intuito de resgatar, reciclar, organizar e difundir os conhecimentos técnicos relacionados aos bastidores das Artes Cênicas, tradicionalmente adquiridos e repassados de forma empírica.


Desde então foram concedidos centenas de apoios de consultoria, assessoria técnica e confecção de cenários, figurinos e adereços de diversas produções locais, nacionais e internacionais. Além disso foram realizadas diversas oficinas, cursos, workshops e seminários referentes aos conhecimentos técnicos da Engenharia do Espetáculo.


Em 2003 o Centro Técnico anexou um novo setor: o “Armazém Cenográfico”. Responsável pela guarda permanente do acervo de cenário dos espetáculos do TCA e pela guarda provisória de cenários de espetáculos da classe artística, quando saem de cartaz. O Armazém Cenográfico inciou suas atividades num galpão de 480m², no Centro de Convenções da Bahia, em 2010 o setor foi instalado no Bairro da Federação, num galpão de 630m² e finalmente, em 2014 o setor recebeu uma sede definitiva no pavimento térreo do Teatro do ICEIA, no Bairro do Barbalho, com cerca de 2.000m².


De 2007 a 2010, foram realizadas diversas ações que conferiram mais dinamismo a essa estrutura, iniciando-se com uma grande limpeza, organização do espaço, do material existente e catalogação do acervo de cenários e figurinos.


Ainda neste período o Centro Técnico passou por uma reformulação com o objetivo de transformá-lo num Centro de Referência em Engenharia do Espetáculo. Com este intuito intensificou-se os trabalhos voltados para formação, intercâmbio, registro e difusão de conhecimentos.


Hoje o Centro Técnico passa por uma nova reformulação, com parâmetros nas dimensões que chegou através do atendimento à classe artística e no aumento das ações ofertadas e realizadas pelos seus quatro pilares de sustentação: Núcleo de Qualificação; Núcleo de Produção; Núcleo de Pesquisa e Núcleo de AssessoriaTécnica, que funcionam como núcleos de atuação que trabalham de maneira interligada na produção técnica, geração e difusão de conhecimentos numa constante retroalimentação com vistas a fortalecer o Centro de Referência em Engenharia do Espetáculo.


Para compor o Centro de Referência, como está planejado, existem ainda metas de reestruturação física para o futuro já contempladas no projeto NOVO TCA, que prevê a requalificação, reforma e ampliação do complexo TCA que foi iniciado através do Concurso Público Nacional de Anteprojetos de Arquitetura e Complementares para a Requalificação e Ampliação do Complexo Teatro Castro Alves, em 2009/2010. Estas metas preservam e ampliam os ateliers, espaços e oficinas existentes e incluem a instalação de sala de maquiagem, laboratório cenográfico, atelier de acabamentos têxteis (tingimento, serigrafia e lavanderia), atelier de escultura em isopor e biblioteca especializada.

 

QUEM SOMOS

 

Coordenação Geral do Centro Técnico:

Lorena Peixoto

 


Coordenação de Produção Técnica:

Larissa Lima

 


Coordenação de Pesquisa:

Ana Luiza Caribé

 


Coordenação de Qualificação:

Guta Bastos

 


Coordenação de Figurino:

Geisebel Vasconcelos

 


Núcleo de Comunicação:

Nei Lima

 


Auxiliar Administrativo
:

Ricardo Newton

 


Assistente de Figurino/Atendimento do Acervo de Figurino:

Lorena Ribeiro

 

Carpintaria:

Adriano Passos

Cássio Vieira (Tomate)

George Santana

 


Aderecistas
:

Albano D’ávila (Moaba)

Jailton Fernandes (Grande)

Noêmia Bastos

.

Costura:

Margarida Maria (Guida)

 

Secretaria:

Luciene Batista

 

 

Estagiários:

Mari Viveiros (Design)

Mirella Ferreira (Costura)

 
Armazém cenográfico:

Gei Correia

Fernanda Borges

.

Arrumadeiros:

Edilene Cruz

Jatahendi Guilherme

 

 


QUEM FOMOS (por cargo e ordem alfabética)


Ao longo destes 21 anos de existência, muitos técnicos e artistas incríveis já trabalharam no Centro Técnico, deixando seu legado de conhecimento e possibilitando o constante crescimento de qualidade e quantidade de serviços oferecidos às artes cênicas da Bahia.

 

O Centro Técnico não seria o que é, se não fossem estas pessoas fantásticas, a quem prestamos sempre homenagem!

 

Coordenação Geral do Centro Técnico:

Agamenon de Abreu

Paulo Gonçalves

Renata Mota

Ricardo Brugger

 


Cenógrafo:

Zuarte Junior

 


Assessoria de Coordenação:

Cláudia Braga

Leonardo Nuñez

 


Coordenação de Produção Técnica:

Agamenon de Abreu

Fernando Costa Jr.

 


Coordenação de Pesquisa:

Fábio Baqueiro

Luiz Cláudio de Oliveira

Rosana Carvalho

 


Técnicas em Conservação e Restauro:

Estela Macedo

 


Coordenação de Figurino:

Amarílis Nogueira

Cássio Caiazzo

Carolina Diniz

Cristina Borba

Irandir Souza

Jeanete Lourdes

Jualiana Rabinovitiz

 


Coordenador de Produção
:

Cláudio Machado

 


Produtor de Eventos/Logística
:

Gabriel Swahili

Priscila Marques

 


Técnico em áudio visual
:

Yuri do Val

 


Assistentes de Figurino:

Luciana Pires

 


Cenotecnica e carpintaria:

Agnaldo Queiroz

Bruno Matos

Dailton Andrade

Dalmiro de São Pedro

George Santana

Israel Luz (Gão)

Jailton Fernandes

Joel Desidério

Paulo Mauricio

Thiago Silva

 


Aderecistas
:

Alessandra Santhiago

Gildalte Fonseca

Lia Costa

Luiz Cláudio Vasconcellos

Maria Luiza Veiga

Suely Garcia

Zoila Barata

 


Costura:

Lina Lemos

Maria Du Carmo

Lucinha Lopes


Estagiários
:

Agamenon de Abreu

Alexandre Silva

Anna Oliveira

Carina Bezerra

Erick Saboia

Guiliano Moreira

Ligia Rizério

Lorena Ribeiro

Mari Viveiros

Mirella Ferreira

Nivaldo Fortes

Sarah Miccini

Thaiane Bastos

Zaife Freitas

 


Armazém cenográfico:

Iana Karla

Jailton Fernandes

Yulo Cézar

Rodrigo Trindade

 

TEATRO CASTRO ALVES
Praça Dois de Julho, s/n , Campo Grande, CEP 40080-121. Salvador – Bahia